Compartilhar reflexões com a Dra. Susana de Castro me fez refletir sobre alguns sentidos de amadurecimento.
Ela me convidou para um papo sobre feminismo negro e eu respeitosamente disse que havia outras mulheres mais habilitadas para falar sobre o tema.
Ela insistiu, falou que seria interessante contar com meu olhar mulherista e eu disse: acho indicado falar com outras irmãs,pois elas darão contribuições valiosas desse lugar de anunciação.
E aí ela me perguntou: Qual tema pode ficar bacana para as duas?!?
Pensamos… E chegamos juntas nesse tema : PARA ALÉM DO FEMINISMO!

Compartilho aqui um trecho da entrevista que está completa no Instagram do Laboratório Antígona vinculado ao Programa de Pós Graduação em Filosofia UFRJ @lab.antigona .

O melhor de ver o tempo passar é exercitar o lugar de conforto como ética de auto cuidado onde quer que seja.

Irmã, depois me conta se fez sentido pra você!?

Para Além do Feminismo e do “Sagrado Feminino”